5 dicas para criar jogos para iniciantes

Desenvolvimento de games: 5 dicas para criar jogos!

Dedicar-se a um projeto menor e utilizar recursos prontos pode te ajudar a tirar o seu primeiro game do papel.

Anúncios

dicas para criar jogos
Fonte: Freepik

É comum que desenvolvedores de jogos iniciantes se esbarrem em algumas dificuldades na hora de criar seus primeiros projetos. Isso se deve ao fato de que a programação não consiste em uma área tão fácil de trabalhar.

Existem diversos nuances que precisam ser considerados na hora da criação de um game para que o projeto não se torne apenas um fardo para o desenvolvedor. E, embora os iniciantes estejam com ímpeto aflorado para criar, é comum que logo desanimem ao perceberem que o projeto é muito grande ou até mais complexo do que imaginavam.

Por isso, reunimos estas 5 dicas para criar jogos que todo iniciante deveria conhecer antes de mergulhar de cabeça em seu primeiro projeto de game.

1.  Recrie jogos antigos

Uma boa dica para quem está começando agora a desenvolver um game é começar pela recriação de jogos antigos. Isso porque ao fazê-lo você pode ter maiores noções de mecânicas e programação.

Jogos de plataforma, como Super Mario, são ótimas opções para entender como desenvolver sistemas de caminhada, além de movimentos como o pulo giratório.

Anúncios

Além disso, recriando o jogo em questão, você também poderá estudar com afinco desenvolvimento de gravidade. Afinal, em algumas fases, o personagem vira um balão e até consegue a habilidade de voar. Aliás, você pode utilizar artes já prontas ou se valer de formas geométricas para facilitar o trabalho inicial.

2.  Dê atenção aos projetos menores

Freie, no começo, a vontade de criar jogos com gráficos realistas e que possuam muitas fases ambientadas em diferentes cenários. Mesmo porque, um jogo com uma superprodução, como Call Of Duty e GTA 4, precisaria de muitos braços para ser desenvolvido.

O próprio GTA V foi produzido por mais de 1.000 pessoas. Além disso, focar-se em projetos muito longos no começo em que você pode demorar anos para ver os resultados pode te desanimar. E aí já viu, a possibilidade de desistência é muito grande.

Aliás, vale lembrar que grandeza não é sinônimo de sucesso. Existem muitos jogos por aí que receberam muitos investimentos, mas que foram um fracasso aos olhos do público. Já outros, extremamente fáceis de programar, são jogados até hoje. Vai dizer que, ainda hoje, você não ama o Pac Man e o game Serpente?

3.  Pesquise por assets prontos

Esta é com certeza uma das melhores dicas para criar jogos que poderíamos te dar. O receio de muitos programadores iniciantes no mundo de desenvolvimento de games está no domínio da programação, criativo e música.

Mas, quem disse que você precisa dominar esses 3 elementos para criar o seu game? A verdade é que temos muitos sites pela internet que vendem elementos prontos, inclusive personagens.

E com o tempo e foco na aprendizagem, você vai conseguindo desenvolver seus próprios assets sem precisar terceirizar a produção desses recursos. Mas, vale dizer que um trabalho conjunto pode gerar bons frutos.

Por exemplo, se você é bom em programar, seria interessante firmar uma parceria com um artista para fazer os criativos. Ou ainda, que tal buscar um redator para desenvolver a narrativa de seu jogo e um músico para criar a trilha sonora? O trabalho compartilhado pode aumentar ainda mais a qualidade de seu projeto.

4.  Tenha um portfólio

dicas para criar jogos
Fonte: Freepik

Conforme vai desenvolvendo os seus games, você pode pensar na criação de um portfólio para expor os seus trabalhos e conseguir firmar parcerias.

Portfólios são essenciais para programadores, e para desenvolvedores de jogos não poderia ser diferente. Isso porque eles são como vitrines que abrigam produtos valiosos, que neste caso são seus projetos.

Hoje, já encontramos sites para fazer portfólios, que permitem, inclusive, a venda de seus games de forma independente. Assim, além de criar, você pode ainda fazer uma renda extra. O, por exemplo, itch.io consiste em um ótimo site de hospedagem.

5.  Se necessário, faça um curso

É fato que existem diversos materiais gratuitos na internet que ensinam como desenvolver um game. Mas, aprender a programar pode ser uma tarefa difícil para muitos. E neste caso, se você não é uma pessoa autodidata, fazer um curso de design de games pode ser uma estratégia inteligente.

O bom deste curso de curta duração é que ele costuma ser bem completo, considerando que o aluno aprende a criar protótipos, escrever o roteiro, programar o projeto e executar os jogos criados.

Além disso, o aluno desenvolve múltiplas habilidades, como o tratamento da linguagem multimídia em prol de integrar som e imagem. Assim, estará apto a criar jogos para múltiplas plataformas sejam digitais ou físicas.

Com essas dicas para criar jogos, você já está mais do que pronto para iniciar os seus projetos sem o risco de desanimar ao longo do projeto. A propósito, se essas dicas foram úteis para você, então compartilhe com os amigos e até mais!

Gabriel Mello

Mestre em Filosofia e doutorando em Letras. Especialista em SEO, atua há 3 anos com planejamento, produção e revisão textual, garantindo a entrega de um conteúdo relevante e de impacto para e-commerce e e-business.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo